Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Os power point das aulas do 9º Ano (continuação)

Mäyjo, 07.02.09

O que impede o desenvolvimento?

Sumário:

            Obstáculos políticos e económicos ao desenvolvimento.

                A interdependência entre os diferentes espaços.

                O comércio internacional e a dependência externa.

 

Grandes questões:

Ò      Que condições impedem que todos os países tenham acesso ao desenvolvimento?

Ò      O que é possível fazer para ajudar os países menos desenvolvidos?

Ò      Como combater os “excessos” do desenvolvimento?

Causas antigas

Ò      Motivos de ordem histórica

Ò      Razões de ordem cultural

Causas actuais

Políticas

Ò      Instabilidade social e política => Guerra civil e focos de guerra entre países

Ò      Marcas que ficam, mesmo quando vem a paz (p.e. minas)

Ò      Regime político que pode condicionar o nível de vida da população

 

Económicas

Ò      Diferente valorização das matérias-primas exportadas

Ò      Grande dívida externa

(impede o investimento em benefícios para a população, pois têm de pagar os juros e a dívida)

Ò      As regras do comércio mundial que penalizam os PED

Ò      Investimento reduzido

Ò      Falta de mão-de-obra qualificada e de tecnologia

Ò      Crescimento lento das actividades económicas

Ò      Grande dependência externa

Ò      Termos de troca desfavoráveis

Sociais

Ò      Desequilíbrio entre o aumento da população e o da produção alimentar => subalimentação e fome

Ò      Persistência de grande número de pessoas infectadas por doenças nos PED => SIDA, p.e.; essas pessoas não produzem riqueza e são uma sobrecarga para o sistema

Ò      Analfabetismo e fraca formação técnica e profissional

 

Situação de dependência económica dos ped deve-se a:

É      Necessário explorar grande quantidade de matérias-primas para poder importar produtos transformados

É      Multinacionais controlam centros económicos

É      Degradação dos termos de troca *

É      Variação dos preços das matérias-primas (bolsas nos PD)

É      PD controlam o mercado financeiro internacional

É      Pouca capacidade interna de produção

 

Termo de troca =Preço das exportações/ preço das importações

Ò      Favorável: com a mesma quantidade de exportações conseguem comprar mais.

Ò      Desfavorável: com a mesma quantidade de exportações compram menos.

 

Para que se desenvolvam precisam de:

Ò      Crescimento económico superior ao crescimento demográfico

Ò      Exploração equilibrada dos recursos naturais (sustentável)

Ò      Mão-de-obra qualificada

Ò      Capital para investir no sector económico e social

Ò      Abertura dos mercados para facilitar as trocas

Ò      Investir na tecnologia para aumentar a produtividade

 

Proposta de correção da prova de recuperação - 10º Ano

Mäyjo, 06.02.09

GRUPO I

Minerais metálicos

Minerais não metálicos

Minerais energéticos

Ferro

Cobre

Estanho

Volfrâmio

Sal-gema

Diatomito

Quartzo

Talco

Carvão

Petróleo

Gás natural

Urânio

 

GRUPO II

1. Alentejo e Norte.

2. Norte — pedreiras;  Centro — águas;  Lisboa e Vale do Tejo — pedreiras;  Alentejo — pedreiras; Algarve — pedreiras.

3. Referir 3 problemas da lista que se segue: condições de acessibilidade das minas; dimensão das empresas; agravamento dos custos de exploração; dificuldade de exploração e de prospecção; paralisação de algumas explorações mineiras; aumento do desemprego; desestabilização dos mercados; concorrência de outros países; impacte ambiental.

 

GRUPO III

1. A     2. D     3. B      4. C      5. A

 

GRUPO IV

1. As águas minerais naturais são bens do domínio público do Estado enquanto que as águas minerais de nascente são bens do domínio privado.

2. Águas naturais — norte e centro; águas de nascente — centro.

3. Distinguem-se dois ritmos de crescimento no consumo de água em Portugal. Entre 1987 e 1993 verificou-se um crescimento ligeiro de 27 para 41 litros por habitante/ano, enquanto que entre 1993 e 1999 o crescimento foi mais acentuado, atingindo os 73 litros por habitante/ano. Este rápido aumento do consumo de água ficou a dever-se especialmente às águas minerais naturais.

4. Referir os seguintes aspectos:

— maior preocupação pela qualidade da água;

— desenvolvimento da indústria da água engarrafada;

— maior consciência dos problemas de saúde pública.

 

GRUPO VI

1. Energia eólica, energia solar, biogás, biomassa, energia hídrica, energia geotérmica e energia das ondas e marés.

2. Referires seguintes aspectos:

— precipitação abundante e declives mais acentuados no norte e no centro — condições para a produção de energia hidroeléctrica;

— um terço do país é constituído por áreas florestais — condição para a produção da biomassa;

— manifestações de vulcanismo secundário nos Açores — condição para a produção de energia geotérmica;

— ventos constantes de oeste na costa ocidental e áreas de elevada altitude — condição para a produção de energia eólica;

— posição geográfico e insolação elevada — condições para a produção de energia solar;

— costa com mais de 800 km de extensão — condição para a produção de energia maremotriz;

— apesar das potencialidades, a implementação destas energias exige elevados custos nos equipamentos.

3. Referir os seguintes aspectos:

— utilização racional da energia, com recurso a equipamentos de eficiência energética cada vez maior;

— exploração de novos processos, materiais e tecnologias;

— utilização de fontes de energia que permitam reduzir as emissões de CO2 e de outros gases causadores do efeito de estufa.

 

Proposta de resolução do teste do 9º Ano - turma G

Mäyjo, 06.02.09

 

GEOGRAFIA

Proposta de correcção do 3º teste de avaliação 9º Ano

Teste 3 – Fevereiro 2009

 

 

 

 

 

 

1.1- Produto nacional bruto.

1.2- É a riqueza (valor do conjunto de bens e serviços) criada por todos os nacionais de um país, durante um ano.

1.3- O PNB não é suficiente para medir o desenvolvimento de um país: para haver desenvolvimento é necessário que haja riqueza (dinheiro) mas a existência ou não de desenvolvimento, vai depender da forma como esse dinheiro é aplicado, pois terá que se traduzir numa melhoria da vida da generalidade das pessoas.

1.4- Taxa de alfabetismo, despesas na saúde (em % do PIB), N° habitantes /médico, N° de jornais /100 habitantes…

1.5- Considerou-se que o conceito de desenvolvimento deve integrar aspectos de natureza quantitativa e qualitativa, e como nem sempre é fácil saber o valor dos mesmos indicadores em todos os países, criou-se um indicador para avaliar e comparar o desenvolvimento entre países – o IDH, índice de desenvolvimento humano.

 

2.1- desenvolvimento é um processo que permite a melhoria de vida das pessoas;

2.2- desenvolvimento sustentável é o desenvolvimento que assegura as necessidades das gerações presentes sem empenhar as eventuais necessidades das gerações futuras.

 

3- Geralmente, quanto mais elevado for o valor do PIB, maiores serão as possibilidades de consumo da população, pois é o rendimento que permite esse mesmo consumo.

 

4- Não é possível haver desenvolvimento sem crescimento.

 

5- O rendimento não é a essência da vida das pessoas na medida em que apenas permite a satisfação das necessidade básicas, a qualidade de vida de cada um vai depender da forma como esse rendimento é aplicado. Uma pessoa pode ter um rendimento “baixo” mas sentir-se realizada e feliz, pois há outras dimensões na qualidade de vida que não são acessíveis através do dinheiro: felicidade, liberdade…

 

6.1- Ausência de desenvolvimento.

6.2- A imagem não mostra quais quer elementos físicos associados ao desenvolvimento (burro como meio de transporte) e o texto evidencia que as mulheres não têm os mesmos direitos que os homens.

6.3- Ás afegãs não lhes é permitido: “efectuar qualquer trabalho fora de casa”, sair à rua sozinhas e sem usar a burka, andar de saltos. As mulheres portuguesas têm os mesmos direitos dos homens.

6.4- Portugal, comparado com o Afeganistão, é um país desenvolvido.

 

7.1- O crescimento económico é inferior ao crescimento demográfico.

7.2- Fomes e subnutrição.

7.3- A África e a Ásia do Sul.

7.4- A acção pela qual as pessoas compram e utilizam os bens e serviços que existem no mercado.

7.5- Existe a capacidade de o indivíduo seleccionar e ter acesso a todos os bens e serviços que lhe são indispensáveis.

 

 

Proposta de resolução do teste do 9º Ano - turma E

Mäyjo, 03.02.09

 

GEOGRAFIA

Proposta de correcção do 3º teste de avaliação 9º Ano

Teste 2 – Abril 2009

 

 

 

 

 

 

1.1-  Taxa de alfabetismo, Despesas na saúde (em % do PIB), N° habitantes /médico, N° de jornais /100 habitantes…

1.2-  Taxa de mortalidade Infantil – número de crianças que morrem com menos de um ano de idade em cada 1000 crianças que nascem, durante um ano.

Esperança Média de Vida – número médio de anos que uma pessoa tem probabilidade de viver.

1.3-  Taxa de mortalidade Infantil – Exprime directamente a situação económica e social de um país, através da assistência médica, medicamentosa e higiene pré e pós-natal.

 

2.1- Índice de desenvolvimento humano.

2.2- PIB/ hab; Esperança Média de Vida (EMV); taxa de alfabetização.

2.3- Portugal é um país com IDH elevado pois está (comparativamente aos restantes da tabela) mais próximo dos primeiros, muito acima do meio da tabela.

 

3.1- O nível de vida refere-se ao grau de satisfação das necessidades da população.

3.2- O nível de vida está normalmente associado a um aumento do consumo, logo quanto maior for o rendimento disponível, maior poderá ser o consumo.

3.3- O aumento do consumo poderá conduzir a excessos: desperdícios, problemas de excessos alimentares como alimentação demasiado calórica, lixo, poluição…

3.4- Porque tem uma dimensão pessoal e psicológica: inclui aspectos que variam de pessoa para pessoa, como a realização pessoal, integração social, sentimento de felicidade, etc.

 

4- Porque pode-se criar mais riqueza e haver mais dinheiro, mas esse dinheiro pode não ser investido correctamente, de modo a levar a uma melhoria de vida da população e conduzir ao desenvolvimento.

 

5- Nos países em desenvolvimento existem (alguns) problemas no que respeita à saúde, pois é difícil ter acesso a esses cuidados. Nestes países, a carência de água potável e as características climáticas (não) influenciam as condições de saúde das pessoas. Existem também algumas pessoas que estão subnutridas e outras morrem de fome.

 

6.1- O crescimento económico é inferior ao crescimento demográfico.

6.2- Fomes e subnutrição.

6.3- A África e a Ásia do Sul.

6.4- A acção pela qual as pessoas compram e utilizam os bens e serviços que existem no mercado.

6.5- Existe a capacidade de o indivíduo seleccionar e ter acesso a todos os bens e serviços que lhe são indispensáveis.